Envíanos un email a discernir@discernir.info Síguenos en Facebook Suscríbete a nuestro canal de YouTube Síguenos en Twitter Arriba
"Y enseñarán a mi pueblo a hacer diferencia entre lo santo y lo profano, y les enseñarán a discernir entre lo limpio y lo no limpio. "(Ez. 44:23)
Artículos
De Discípulos e MinistériosLeer artículo en españolLer em Português
De Discípulos e Ministérios

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos." (Mateus 28:19-20)

O Filho de Deus foi enviado pelo Pai para derramar Seu sangue inocente a fim de pagar pelo pecado da humanidade.

O preço foi altíssimo. Isso quer dizer que Ele teve no mais alto nível a meta que queria alcançar: a redenção do ser humano.

Jesus morreu EXCLUSIVAMENTE para redimir a humanidade.

Essa é a razão pela qual, antes de ser arrebatado ao céu, deixou uma única ordem a seus discípulos: que fossem e fizessem mais discípulos, ensinando-lhes a guardar tudo o que Ele lhes havia ensinado.

Essa é uma tarefa sobrenatural e para leva-la a cabo, Seus discípulos precisavam de um poder sobrenatural. Por isso Jesus enviou o Espírito Santo; para que tivéssemos poder sobrenatural para obedecer essa ordem.

Concentrados nisto, tenhamos em conta pois que Jesus morreu por resgatar as pessoas da condenação eterna. Tudo o mais é benefício adicional para aqueles que Lhe obedecem.

Vejamos em que consiste isso de "fazer discípulos".

"Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra." (Atos 1:8)

Junto ao que é fundamental para fazer discípulos, que é o poder do Espírito Santo, Jesus nos da A ESTRATÉGIA: primeiro ao nosso redor mais próximo, depois vai-se ampliando, até alcançar tudo. Assim funciona o Reino de Deus. "Outra parábola lhes disse: O reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher tomou e misturou com três medidas de farinha, até ficar tudo levedado." (Mateus 13:33)

Junto com o poder e a estratégia de trabalho, também ORGANIZOU OS TRABALHADORES.

"E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo." (Efésios 4:11-12)

Notemos que aqui o Senhor Jesus organiza Seus discípulos e lhes da também A META: aperfeiçoar os santos para a obra, PARA A EDIFICAÇAO do Corpo de Cristo.

Quando se edifica algo, não somente se expande, como também se consolida. Veja uma casa, por exemplo. Há vários profissionais envolvidos: pedreiros, eletricistas, encanadores, pintores, etc. Todos eles trabalham para edificar a casa. Isso quer dizer que será construída desde zero, será expandida e consolidada, ATÉ QUE ESTEJA COMPLETA e possa ser habitada.

Portanto, os ministérios são funções dentro do Corpo de Cristo, dados pelo Senhor da Igreja a fim de edificar (expandir e consolidar) Seu Corpo.

Pedreiro ou encanador não são títulos, senão a definição da função que cumpre esse profissional no contexto da construção da casa. Sabemos que o pedreiro trabalha na estrutura, cimentado, etc., enquanto que o eletricista vem depois com a fiação e o encanador com o encanamento.

Nenhum deles é mais importante que os outros, senão que todos trabalham JUNTOS e EM COOPERAÇAO para alcançar a meta: edificar a casa.

Pedreiro ou encanador não são títulos, senão a definição da função que cumpre esse profissional no contexto da construção da casa.

Assim é também com o Corpo de Cristo. Apóstolo, profeta, mestre, pastor e evangelista não são títulos nem hierarquias de importância, senão que JUNTOS trabalham para EDIFICAR O CORPO DE CRISTO, conforme o poder que lhes da o Espírito Santo.

Quando Jesus estabeleceu estas cinco funções, não discriminou por sexos, senão que simplesmente mandou Seus discípulos trabalhar na edificação de Seu Corpo. É fácil entender por que diz Paulo que os apóstolos e profetas são o fundamento. Assim como na edificação de uma casa é necessário que o pedreiro comece, para que depois venha o encanador, o eletricista, o pintor, etc., na expansão do Reino de Deus é necessário que os apóstolos e depois os profetas façam seu trabalho, para que os demais edifiquem sobre o que eles fizeram. Para aprofundar nestas funções, recomenda-se uma série de áudios com o título de "Cuando Jesucristo te Llama - 1, 2 e 3) (em espanhol)"

Ver nesta ordem uma ordem de importância só pode sair de um coração nicolaíta. Os nicolaítas são os que sempre querem prevalecer sobre seus semelhantes e dominá-los. Sempre procuram autoridade (autoritarismo-ver próximo artigo da série).

Jesus JAMAIS delegou Sua posição de Cabeça da Igreja em ninguém. Nem sequer no Espírito Santo ou o Pai. Isso é assim porque só Jesus derramou Seu sangue para pagar o preço pela Igreja.

Assim pois, não existe entre os cinco ministérios uma hierarquia de importância, senão que todos os verdadeiros discípulos, com um coração humilde e agradecido pelo privilégio de poder colaborar nessa obra, servem e colaboram unidos para chegar à meta: "Que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo." (Efésios 4:13)

Por esse motivo foi também que o Senhor Jesus não fez distinção entre discípulos por sexo, nem distribuiu as tarefas baseado no sexo daquele que Lhe serviria. Servir a Jesus não é um assunto relacionado com sexos, senão se trata de servir conforme o coração do Pai, do Filho e do Espírito Santo

Não importa se a pessoa que serve como apóstolo é mulher ou homem. O mesmo acontece com aquele que serve como profeta, evangelista, pastor ou mestre.

Alguns também dizem que estes ministérios foram somente para os doze discípulos que andavam com Jesus faz 2000 anos.

  1. A Bíblia não diz nada disto em lugar algum. Se assim fosse, não teria sentido que Paulo nos falasse desses ministérios em Efésios, posto que então ninguém mais poderia exercer essas funções.
  2. Se somente os doze que conviveram com Jesus pudessem ser apóstolos, então Paulo não poderia exercer essa função, posto que ele não viveu com Cristo fisicamente. Quem substituiu Judas foi Matias, o qual completou o número dos doze.
  3. Enquanto o Corpo de Cristo esteja sendo edificado, os cinco ministérios serão necessários.
  4. Por que então alguns ficam tão zangados com o fato de uma mulher exercer os ministérios ou com que alguém hoje em dia possa ser apóstolo ou profeta?

Simplesmente porque eles vêm nessas funções um título de honra, o qual podem usar para subjugar o povo de Deus e servir-se dessas pessoas, dominando parte do Corpo de Cristo, fazendo-se assim "vigários (substituto) de Cristo" sobre Sua Igreja.

Esse espírito nicolaíta nos é familiar?

O Senhor Jesus diz que aborrece as obras dos nicolaítas e a sua doutrina. (Apocalipse 2:6 e 15)

Em essência: ser um discípulo de Cristo e exercer a missão para a qual fomos comissionados não tem nada a ver com sexo ou com títulos, senão com um coração obediente, que ama o Reino de Deus e que caminha junto a Cristo em direção à Sua meta: a redenção do ser humano e a edificação de Sua Igreja.

Agradeça-lhe por esse privilégio cada dia e procure ser diligente nessa gloriosa tarefa de influir na vida eterna de outra pessoa

"Desta salvação inquiriram e indagaram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que para vós era destinada, indagando qual o tempo ou qual a ocasião que o Espírito de Cristo que estava neles indicava, ao predizer os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir,

"Aos quais foi revelado que não para si mesmos, mas para vós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos bem desejam atentar." (1 Pedro 1:10-12)

Recomende esta páginaLer a Política de Cookies e Privacidade


Quer receber uma cópia do e-mail? Sim Não